quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Cognitus: novo nootrópico, à base de Bacopa monnieri, chega às farmácias

Sanofi e Herbarium firmam contrato para produção e comercialização de nootrópico


Imagem: peça publicitária
Até mesmo a Forbes - a mais conceituada revista de economia do mundo - está de olho nos nootrópicos. No dia 19 desse mês, o autor Mike Montgomery publicou um artigo a respeito do crescente mercado de otimizadores cognitivos nos EUA. "Nootrópicos serão um grande negócio em 2016", estipula Mike.

Mike parece ter feito uma observação certeira. E não apenas sobre os EUA, mas também sobre o Brasil. É claro que o interesse verde e amarelo avança em passos bem mais lentos - mas as grandes empresas já querem abocanhar suas fatias nesse ramo nascente.

Prova disso é que "duas grandes" - a empresa farmacêutica Sanofi (que comercializava o piracetam) e o laboratório Herbarium - firmaram um contrato para a produção de um novo medicamento. Sob a marca "Cognitus", as duas levam às prateleiras das farmácias do Brasil o extrato da Bacopa monnieri.

Aumento da memória de trabalho
Bacopa. Nunca ouviu falar? Pois é uma erva que já é utilizada há vários séculos pela medicina tradicional para o melhoramento cognitivo. Mas foi só de uns anos para cá que a ciência ocidental moderna confirmou esse potencial terapêutico. São vários os estudos que chegaram à mesma conclusão: embora leve tempo para funcionar - de 4 a 6 semanas - a Bacopa monnieri aumenta confiavelmente a memória. É o efeito mais notável. Ela ainda favorece o raciocínio e otimiza a atenção.

É o que diz por exemplo um estudo duplo-cego da Austrália, onde 62 indivíduos saudáveis receberam placebo ou 300 mg de Bacopa monnieri. Após 90 dias de uso, aqueles que receberam a Bacopa tinham uma memória de trabalho muito mais afiada. O desempenho desses voluntários que receberam o fitoterápico ficou a frente do grupo placebo em testes cognitivos.

O nome "memória de trabalho" acima refere-se a um processo cognitivo complexo que combina o armazenamento (memória) e o processamento de informações (atenção, raciocínio). É uma habilidade muito importante: você utiliza essa memória para a aritmética, a solução de problemas, leitura e compreensão. Você já deve unido os pontos e concluído a magnitude do papel que a memória de trabalho desempenha no aprendizado.

A Bacopa monnieri demonstrou-se capaz de favorecer a memória de trabalho em idosos. Outros estudos mostram benefícios similares em jovens. Imagem: peça publicitária
Mais sobre os efeitos da Bacopa monnieri em indivíduos saudáveis, você confere no ebook Turbine Seu Cérebro, na página 97. O ebook também conta com uma revisão de outros 15 nootrópicos, além de conversar sobre o papel dos nutrientes, dos exercícios físicos e da higiene do sono na inteligência. Clique aqui para saber mais.

Sinapses mais robustas
Esse estudo que verificou o aumento de memória de trabalho sucede outros dois que também reportaram melhorias cognitivas em humanos saudáveis. Mas qual é o truque bioquímico que permeia essas propriedades da Bacopa? O mecanismo de ação da erva não foi solidificado - mas o candidato  mais promissor é o aumento da proliferação de dendritos - que ocorre justamente entre 4 a 6 semanas de terapia com a Bacopa.

Os dendritos são como tentáculos que se projetam a partir do corpo de um neurônio. São esses tentáculos que recebem os mensageiros químicos e os estímulos nervosos das células vizinhas. É claro: uma proliferação dendrítica certamente favoreceria a comunicação entre as células - e, assim, ajudaria a formar sinapses mais fortes. Com isso, a memória seria favorecida. Ainda, a erva é colinérgica e antioxidante.

De acordo com o Examine, a Bacopa possui leves efeitos colinérgicos. Ela é capaz de reduzir a atividade de uma enzima que degrada a acetilcolina - e de aumentar a atividade de uma enzima que constrói a acetilcolina. O mecanismo que, contudo, tem mais prestígio, é o aumento da proliferação dendrítica. Imagem: peça publicitária

Pacientes-alvo tem mais de 50 anos de idade
Os estudos científicos apontam que a Bacopa pode beneficiar todas as idades. Mas, ainda assim, o Cognitus não está indicado oficialmente para jovens. De acordo com um comunicado da Sanofi e a bula do Cognitus, a indicação é, sim, "a melhora do desempenho cognitivo" - mas os pacientes-alvo são adultos acima dos 50 anos de idade.

Áreas beneficiadas pela Bacopa (com base na literatura em idosos). Imagem: peça publicitária
Ou seja: o Cognitus se destina a tratar distúrbios de memória e declínio cognitivo que naturalmente acompanham o envelhecimento. Como a Sanofi aponta na apresentação do produto, "dificuldades com a memória" e um prejuízo ao "raciocínio lógico e velocidade de processamento" acompanham o climatério, a andropausa e o envelhecimento.

Opinião: Sanofi inovou com o medicamento
Ainda assim, o remédio Cognitus merece reconhecimento como inovação farmacológica. Isso porque é um dos poucos (talvez o único?) no Brasil que mira na "melhora do desempenho cognitivo" em pessoas saudáveis - ainda que em processo de envelhecimento. Não trata-se, portanto, de uma patalogia per se, mas de um declínio cognitivo natural e esperado - mas que pode ser contornado farmacologicamente.

Aqui, ganham tanto a Sanofi e a Herbarium quanto os milhões de pacientes acima dos 50 anos de idade que antes deviam apenas aceitar, resignados, enquanto assistiam a uma deterioração gradual das suas habilidades intelectuais. É claro que isso é um impacto ao bem-estar e à qualidade de vida dessas pessoas. Aí está a importância de um remédio como o Cognitus.

Além disso, o Cognitus está classificado na categoria ATC4 N06D0 - Nootrópicos. Trata-se, de todas as formas, mais uma adição a uma classificação pouca (re)conhecida por profissionais de saúde. Assim, ajuda a chamar a atenção para o tema do aprimoramento cognitivo.

O Cognitus é vendido na apresentação de comprimidos revestidos de 225 miligramas. As embalagens oferecem 60 comprimidos.

Importante
O medicamento só pode ser vendido por prescrição médica. Ele é indicado oficialmente para adultos acima dos 50 anos de idade. A automedicação não deve ser feita - apenas o profissional médico tem competência para prescrever o Cognitus. O Cognitus possui interações com outros medicamentos e também causa efeitos colaterais.

Leia também

59 comentários:

  1. Boa Tarde Matheus, entre o Cognitus e o noopept qual melhor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jenésio, o Cognitus contém Bacopa monnieri, um fitoterápico aprovado pela Anvisa para o tratamento de distúrbios de memória. Ele é indicado para adultos acima de 50 anos. Nesses pacientes, a Bacopa monnieri auxilia o aumento da atenção e retenção da memória auditiva e verbal.

      Já o Noopept é um medicamento sintético que não possui registro na Anvisa. Na Rússia, o Noopept é indicado para tratar a "memória prejudicada, problemas com atenção e outras funções cognitivas". Segundo a bula russa, o Noopept se destina aos pacientes idosos, a pacientes que sofreram traumatismo craniano, que possuem encefalopatias ou astenia ou qualquer outra desordem que resulte na redução da capacidade intelectual.

      Os dois possuem muitas similaridades: exercem atividade antioxidante e neuroprotetora. Afetam a plasticidade sináptica, favorecendo a construção de uma rede sináptica mais íntegra. Eles aumentam os níveis de BDNF no cérebro e são capazes de reverter déficits cognitivos.

      Quanto aos diferenciais, a Bacopa monnieri possui atividade colinérgica mais intensa que o Noopept. Ela é capaz tanto de favorecer a produção de acetilcolina quanto de inibir a quebra desse neurotransmissor (que está envolvido na memória e na atenção).

      Já o Noopept, recentemente, demonstrou-se capaz de aumentar os níveis de um fator de transcrição chamado de HIF-1. O resultado desse aumento seria uma expressão mais intensa de vários genes que estão envolvidos com a oxigenação do cérebro. São necessários mais estudos para esclarecer a significância desse aumento de HIF-1 causado pelo Noopept.

      Excluir
    2. Parabéns Matheus, excelente artigo e seu nível de informações. Muito bom! Excelente, será muito bom profissional!

      Excluir
    3. Marques, agradeço imensamente o seu comentário. Fico muito feliz pela confiança!

      Excluir
    4. Cheirinho de matéria paga...
      Esse "medicamento fitoterápico" está registrado como homeopático, e o senhor como estudante de medicina deve saber que homeopatia é ineficiente. Deveria se envergonhar.
      Perdeu a credibilidade comigo.

      Excluir
    5. Qual o problema de ser homeopático, coca, maconha, amanita muscaria, peiote (Lophophora williamsii) são alguns exemplos de ervas que trabalham no cerebro.

      Se você é mais um bitolado que só repassa o que outros falam, então tente tomar essas ervas que escrevi e depois você posta aqui para dizer que não fez nenhum efeito.

      Você sabia que no dentro de um caroço de pêssego tem 88 mg de cianeto ?

      As sementes das maçãs também possuem cianeto de hidrogênio (cianureto)

      Para fechar, pesquise sobre a erva "Duboisia" que é o principio ativo do "Buscopan".

      Você falou que o Matheus devia se envergonhar, mas acho que é você que deveria estudar primeiro seu burrão.

      Excluir
    6. Eu estou usando cognitus... tenho problema de memória desde a infância (tenho TDAH)... e senti uma melhora significativa com o cognitus... demorou realmente mais de um mês, mas agora percebo que consigo lembrar de coisas passadas e ter um raciocinio mais preciso...

      Excluir
    7. Aí que comecei essa semana

      Excluir
    8. Anônimo malcriado, parece que você, de todos aqui, é o que mais urgente precisa de um nootrópico... suas sinapses estão inoperantes...

      Excluir
  2. Os dois são bons amigo, depende muito do motivo pelo qual você quer usar. Você quer o que?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. jad 16 10 2017 coguinitos otimo pra naçer cabelo

      Excluir
  3. Posso tomar Noopept sozinho, ou necessariamente é preciso combinar com outro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gustavo, eu não posso orientá-lo sobre o uso dessa substância. O Noopept não é regulamentado no Brasil. À guisa de informação, a indústria fabricante do Noopept, na Rússia, não comenta a necessidade de associação para o uso do medicamento.

      Excluir
  4. Eu estou enfrentando um concurso que tem uma quantidade de matéria surreal, por isso estou atrás de um nootropico. Usei ritalina algumas vezes, mas hoje considero os efeitos colaterais demasiado fortes para mim. Quero muito testar outro. Qual o melhor, neste caso? Noopept ou cognitus? Outra coisa, o noopept só encontro no exterior? Teria alguma maneira de comprar aqui no Brasil? Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Noopept é obtido apenas por importação, uma vez que no Brasil não é regulamentado, e, logo, não pode ser vendido nem como medicamento ou como suplemento. Ainda que obtido por importação, não é bom senso usá-lo sem recomendação e orientação de um médico. Já a Bacopa monnieri, vendida no Brasil como Cognitus, é um medicamento - com segurança e eficácia reconhecida, devendo ser prescrita. Observe a comparação que tracei entre Bacopa e Noopept num comentário acima.

      Excluir
  5. Cara, vejo vários relatos pela internet quanto à Bacopa, na verdade a minha unica preocupação é quanto a queda de motivação, visto que ele tem um efeito ansiolítico bem forte...
    Acho que vale a pena editar ou criar um novo post para alertar o pessoal.
    Muito obrigado pelas informações que traz com esse site, realmente é bem difícil de achar informações do pessoal BR sobre nootrópicos.
    Forte Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigado pelo alerta. Irei, em breve, editar esse post com algumas informações acerca dos efeitos colaterais da Bacopa.

      Excluir
    2. Matheus muito boa todas as suas materias.
      Qual vc acha que é mais eficiente... Cognitus ou fisioton ?

      Excluir
  6. Mathues
    Seu blog é muito interessante !!

    O que você acha da combinação de Cognitus + Lecitina de Soja + Piracetam ?


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bacopa monnieri atua como anti-colinesterásico leve, daí, elevando a acetilcolina. Já as lecitinas (como a lecitina de soja, mas, mais ainda, a lecitina presente na gema do ovo) são ricas em fosfatidilcolina, fonte de colina, que, por sua vez, é precursora de acetilcolina. O piracetam parece facilitar a transmissão colinérgica. Dado que a acetilcolina é muito importante para processos que envolvem a memorização, pode ser uma combinação sinérgica para esse fim. Contudo, o excesso de acetilcolina também é prejudicial, desequilibrando outros neurotransmissores - e, assim, só seria uma associação boa caso o indivíduo que a usasse tivesse pouca acetilcolina para início de história.

      De qualquer forma, isso trata-se de especulação. O piracetam e o Cognitus, seja combinados ou isoladamente, devem ser prescritos por um médico.

      Excluir
  7. esse blog é o melhor!!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo, da até pena de pessoas desequilibradas como vc. Tudo o que vc falou a meu respeito te devolvo em dobro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia, sinto muito pelo inconveniente que passou com os comentário do anônimo. Sua dúvida é legítima e de forma alguma merece ser desvalorizada. Por causa do teor ofensivo, apaguei o comentário.

      Respondendo a você, a indicação oficial do Cognitus, reconhecida pela Anvisa, é para uso de pessoas acima de cinquenta anos. Todavia, existem ensaios clínicos que comprovaram a eficácia e segurança do uso em outras faixas etárias. Considerando tudo isso, cabe ao médico prescrever o medicamento fora da indicação oficial (para outras idades, isto é), se ele entender que tal uso é cientificamente justificado.

      Excluir
  10. Matheus, boa tarde. Eu tomo bupropiona para ansiedade. Posso acrescentar Cognitus e Acetil L-Carnitina com segurança ? Sem sobrecarregar o fígado? Ando sentindo há bastante tempo uma sonolência, moleza, raciocínio lento, pareço uma minhoca lesada. Fui em dois psiquiatras e não foi nada bom, por indicação deles já tomei ritalina, venvanse e stavigil, juntamente com outros antidepressivos. Além dessas tentativas frustradas ganhei uma bela gastrite erosiva. Preciso reagir urgentemente. Obrigada desde já.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, eu ja uso o piracetam a algumas semanas, nao tive nenhum efeito colateral.
    há algum problema em tomar o cognitus junto?
    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também gostaria de saber isso, já tomo nootropil, mas gostaria de tomar o cognitus também, se vc souber avisa.

      Excluir
    2. eu tomo piracetam, cognitus e ritalina LA. nenhum efeito adverso COMIGO

      Excluir
  12. comecei O TRATAMENTO E TIVE EFEITO COLATERAL DIRETO NO INTESTINO.ESTOU COM PROBLEMA DE ESQUECIMENTO LI A OBSERVAÇÃO E OBSERVAÇÃO DE REAÇÃO A INTESTINOS SENSÍVEIS. TENHO 63 ANOS E ESTOU COM ESQUECIMENTO MUITO ACENTUADO PRECISO MUTO DE UM MEDICAMENTO ASSIM E QUE NÃO SEJA AGRESSIVO DO FIGADO OU INTESTINO EXISTE SIMILAR QUE EU POSSA TOMAR? AGUARDO RETORNO E AGRADEÇO

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. É necessário outro produto para absorver melhor o cognitus, ou que apresentem melhores resultados (sinergia), ou que seja imprescindível para Que não haja efeito colateral?

    ResponderExcluir
  15. Tenho trinta e três anos faço tratamento de toc depressão e ansiedade sempre tive a memória ruim mas depois do meu segundo filho piorou meu médico passou cognitus posso tomar sem medo?

    ResponderExcluir
  16. Sou médico e, por ter mais de 60 anos e antes de prescrever Cognitus aos meus pacientes, decidi testar comigo mesmo. Após algumas semanas de boca seca e sede descobri que minha PA que nunca tinha passado de 130/90 mmHg chegou a 160 e 180/100 mmHg(confirmada durante 3 días) . Suspendi imediatamente e, em 10 dias tinha voltado ao normal.

    ResponderExcluir
  17. O Cognitus estava me tornando hipertenso, quase sem perceber. Não faço uso de nenhuma outra medicação.
    A descontinuação normalizou a PA progressivamente, ao ser eliminada do organismo.

    ResponderExcluir
  18. O Cognitus estava me tornando hipertenso, quase sem perceber. Não faço uso de nenhuma outra medicação.
    A descontinuação normalizou a PA progressivamente, ao ser eliminada do organismo.

    ResponderExcluir
  19. eu gostaria de tomar pois fasso faculdade e tenho muinta dificuldade de memorisa mais tenho 40 anos posso

    ResponderExcluir
  20. é verdade que o cognitus causa hipertensão?

    ResponderExcluir
  21. Tenho 53 anos, faço Faculdade, e comecei a asuar o Cognitus hoje.
    Conforme receituário tomei duas dragias de uma vez.
    Eu já havia experimentado a Ritalina e posso dizer que, para mim o efeito está sendo semelhante já na primeira dosagem.

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Minha filha tem 18 anos e tem distúrbio de atenção e ansiedade, o medico psiquiatra receitou para ela o COGNITUS, só que na caixa a indicação é para acima de 50 anos, quais os males que este medicamento pode causar para jovens nessa idade?

    ResponderExcluir
  24. Minha filha tem 18 anos e tem distúrbio de atenção e ansiedade, o medico psiquiatra receitou para ela o COGNITUS, só que na caixa a indicação é para acima de 50 anos, quais os males que este medicamento pode causar para jovens nessa idade?

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde, o neurologista de minha mãe indicou cognitos, ela tem 73 anos e sofre de mal de Alzheimer, neste caso pode ajudar?

    ResponderExcluir
  26. Minha mãe tem 89 anos e está com alzheimer, posso dar cognitus?

    ResponderExcluir
  27. Minha mãe tem 89 anos e está com alzheimer, posso dar cognitus?

    ResponderExcluir
  28. Faz dois dias que estou usando cognitus, aparentemente o único efeito colateral que senti é uma sonolência, após umas 3 horas depois que tomei. mas que passou em torno de 30 minutos...

    ResponderExcluir
  29. Olá Matheus.. Administrar o Cognitus com Nootropil é sinérgico?

    ResponderExcluir
  30. Olá Matheus estou em busca de algum suplemento que melhore minha capacidade cognitiva. Tenho 25 anos. Posso tomar o cognitos? O que me recomendaria. E onde poderia comprar?

    ResponderExcluir
  31. Olá

    PERGUNTA:

    Cognitus X Vicog [Vimpocetina]

    Aguardo

    ResponderExcluir
  32. Matheus, a pouco tempo fiz o uso do piracetam nootropil 800mg + lecitina de Soja. Foi de alguns artigos seu que me veio essa busca de aumentar mais ainda minha capacidade de concentração. E nos dias de hoje pode perceber, tanto no trabalho e nos meus estudos eu tenho uma capacidade de concentração muito grande. E gostaria de saber, estou a um mês sem tomar o piracetam só estou tomando a lecitina de soja. Bom você saberia me dizer combinando Genko biloba + cognitus ou/ Cognitus + lecitina de soja, me daria mais aumento de concentração.

    ResponderExcluir
  33. TENHO 41 ANO POSSO FAZER USO DO COGNITUS?

    ResponderExcluir
  34. Ola Matheus,
    Comprar do laboratorio ou manipular?
    O que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho essa duvida. Vale a pena manipular? E qual a dosagem minima ideal?

      Excluir
  35. Cognitus é ótimo, mas vc sugere algo pra combater a letargia q ele dá?
    Não há café q dê conta

    ResponderExcluir
  36. Tenho 43 anos, sou hipertensa. O neurologista me prescreveu cognitus devido à dificuldade de concentração, raciocínio lento e dificuldade de memorização. No início da medicação, achei que fosse surtar.... Fiquei se paciência, muito intolerante.... Nos primeiros dias, a distração acentuou-se bastante.... Minha pressão sempre controlada.... Com duas semanas passei a ter um sono incontrolável..... Percebi que o raciocínio e memória começaram a melhorar, porém o sono é realmente incontrolável! Estudando um melhor horário pra tomar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alessandra. Também tive o mesmo problema, como contei nesse artigo: http://www.cerebroturbinado.com/2017/09/cognitus-uma-experiencia-nao-tao-boa.html. Segundo relatos anedóticos, o efeito da sonolência desaparece se o medicamento for usado após o almoço. Porém, não pude comprovar isso.

      Excluir
    2. Matheus... Hj faço uso do Magnen B6. Sou concurseiro e meu medico prescreveu essa formula. Entretanto, me falaram do Cognitus e no Cogmax. Vi todos seus comentarios deste artigo e fiquei interessado. Além de um nootropico gostaria de alia a algo que liberasse aminoacidos que mantenham a disposição e além da concentração. Sugere algo? Não posso tomar algo que me deixe mais sonolento que o cansaço o faz. No seu post de 29/10 vc disse que não pode comprovar.... Não está mais usando ele? Qual usa atualmente?

      Excluir