sexta-feira, 14 de abril de 2017

7 efeitos imediatos do chá verde


Enquanto eu escrevo esse post para você, bebo uma xícara de chá verde da Mãe Terra - uma opção bem melhor que a dos sachês vendidos nos mercados (não, não estou ganhando nada por essa propaganda gratuita). Não bebo mais café pela manhã, troquei pelo chá verde - e não me arrependo.

O chá verde, apreciado na Ásia há séculos, sempre foi reconhecido como uma tradição saudável. Hoje há uma tonelada de páginas da literatura científica que comprovam os benefícios do chá verde. Alguns são em longo prazo - mas outros benefícios já estão presentes após o primeiro gole. É sobre essas benesses imediatas que irei falar hoje. Aqui estão 7 motivos (com comprovação científica!) para você beber uma xícara de chá verde:

1) Melhora o fluxo sanguíneo e previne doenças cardiovasculares
30 minutos após consumir o chá verde, seu corpo torna-se mais eficaz em produzir óxido nítrico, substância que dilata as artérias em resposta ao estresse






Num estudo com 14 indivíduos saudáveis, de cerca de 30 anos de idade, o chá verde demonstrou exercer um efeito benéfico no fluxo sanguíneo [1]. E isso tudo apenas 30 minutos após a ingestão. Os pesquisadores compararam a ingestão de chá verde com a da cafeína (125 mg) e da água quente. Quando os voluntários ingeriram o chá verde, houve uma melhora num exame que avalia a saúde da parede dos vasos sanguíneos: o teste da dilatação fluxo-mediada da artéria braquial. 

O nome pode ser longo: mas esse exame é simples e é utilizado para avaliar a capacidade que as artérias tem de se dilatar, mediante ao estresse. E uma boa pontuação nesse exame revela que o endotélio, o revestimento interno dos vasos, encontra-se saudável e com capacidade plena de produzir o óxido nítrico (substância vasodilatadora).

Apesar de esse exame ser feito na artéria braquial, que corre no braço, ele também reflete o que está acontecendo no coração - nas artérias coronárias. Esses resultados apontam que mesmo uma única dose de chá verde já melhora a saúde cardiovascular. Uma revisão de estudos científicos da Cochrane diz que as evidências, embora limitadas, sugerem que o consumo a longo prazo de chá verde pode prevenir doenças cardiovasculares [2].

[2] Green and black tea for the primary prevention of cardiovascular disease.

2) Ajuda a manter a testosterona após exercícios aeróbicos prolongados


Estudos mostram de modo consistente de que a prática prolongada de exercícios de resistência aeróbica, como por exemplo corridas muito longas, está associada com uma queda de testosterona e outros hormônios andrógenos em homens. 

Isso não é uma notícia boa: a testosterona baixa está ligada a uma dificuldade em criar massa muscular, aumento da gordura corporal e um comprometimento da performance atlética. E, é claro, a baixa na testosterona também pode diminuir a libido e a qualidade do sêmen.

Mas o chá verde pode impedir esse efeito de exercícios aeróbicos prolongados. Num estudo que contou com nove homens ciclistas, o chá verde combinado com carboidratos (glicose e frutose) foi capaz de manter os níveis de testosterona no sangue após o exercício. Já o grupo que consumiu somente os carboidratos, comparativamente, teve uma redução significante nos níveis de testosterona.

[1] The acute effects of green tea and carbohydrate coingestion on systemic inflammation and oxidative stress during sprint cycling

3) Exerce efeito antioxidante


É impossível conversar sobre o chá verde sem mencionar suas poderosas catequinas. São as substâncias que, em grande parte, explicam os efeitos benéficos do chá verde na nossa saúde. As catequinas são poderosas substâncias antioxidantes. Isso significa que elas combatem os radicais livres.

Para entender melhor o que isso significa para a sua saúde, você precisa conhecer esses radicais. Os radicais livres são produzidos naturalmente no nosso metabolismo e também como estratégia de defesa em infecções. Eles podem destruir bactérias, por exemplo. Mas temos um problema quando os radicais livres são produzidos em quantidade tão grande que não podem ser neutralizados pelas defesas antioxidantes do nosso corpo... 

Aí, além de destruir eventuais bactérias, passam a fazer mal para nós mesmos: podem lesar estruturas das nossas próprias células e, inclusive, induzir mutações no DNA. Esse cenário caótico é chamado de estresse oxidativo - e está relacionado com o envelhecimento, câncer, aterosclerose, disfunções cerebrais e doenças inflamatórias crônicas.
O chá verde combate o envelhecimento precoce

O chá verde dá uma ajuda e tanto: contém antioxidantes naturais, que ajudam a manter o equilíbrio desejado entre moléculas oxidantes / antioxidantes no nosso corpo e nos resguarda dessa lista gigante de processos patológicos. Em humanos, a ingestão do chá verde aumenta de forma modesta e transitória a capacidade antioxidante.

Ao ingerir o chá verde, você deve desejar consumir o máximo possível de catequinas - as grandes responsáveis por essa ação antioxidante. Infelizmente, muito pouco chega ao sangue. Contudo, a biodisponibilidade das catequinas pode ser significativamente aumentada se você consumir o chá verde com ômega 3 e vitamina C. Por outro lado, cálcio e magnésio afetam a absorção das catequinas do chá verde.


4) Aumenta a sensação de bem-estar e te deixa mais relaxado
O chá verde - em especial o Matchá - pode tornar o seu ambiente de trabalho um oásis

"Mas o chá verde tem cafeína!", você pode estar imaginando. E está mesmo certo: mas apenas metade da quantidade encontrada no café. Mas o que realmente explica porque o chá verde pode deixá-lo mais zen é de que dois dos seus componentes - as catequinas e a L-teanina - contrapõem-se aos efeitos estimulantes da cafeína. Não é à toa que a bebida é a queridinha de monges japoneses.

No cérebro, as catequinas estimulam a atividade de um neurotransmissor "relaxante", o GABA. Esse mensageiro químico sinaliza ao cérebro que ele deve ficar mais calmo - age inibindo a condução de impulsos nervosos. O efeito ansiolítico dessas moléculas, contudo, foi comprovado apenas em ratos - e ainda precisamos verificar se os efeitos se repetem em humanos.

Nesse aspecto, as grandes honras vão para a L-teanina, um aminoácido raro, encontrado em poucos locais na natureza - e a planta do chá verde é uma delas. A L-teanina estimula a produção de ondas alfa no cérebro - deixando você mais tranquilo e num estado quase que de meditação, descrito como "foco calmo". 

Matchá
Ou seja: o chá verde não tem efeito sedativo, mas pode deixá-lo mais resiliente ao estresse, por exemplo. Também pode trazer maior clareza mental. Num estudo, os voluntários que fizeram um teste de aritmética após usar o chá verde estavam muito mais tranquilos que colegas que haviam usado um placebo.

Infelizmente, o chá verde regular tem muito pouca L-teanina - mais ou menos 5 mg por xícara de chá. Uma preparação "turbinada" do chá verde, o Matchá tem até 45 mg por xícara de chá. É uma versão com preparação de folhas mais novas da planta, cultivadas na sombra e com preparo artesanal. É muito mais recomendado para aqueles que buscam esses efeitos do chá verde no humor.


5) Deixa o seu cérebro mais afiado
Para aumentar o poder cerebral, o chá verde é uma boa opção
Isso vai em especial para o Matchá, aquela versão turbinada do chá verde. Isso é porque ele concentra maior quantidade de cafeína e de l-teanina. Enquanto a cafeína tem efeito estimulante, deixando-lhe mais alerta, a l-teanina, como vimos, induz uma sensação de relaxamento. E o que temos ao combinar esses efeitos? Você tem todos os benefícios de uma xícara forte de café, mas sem nenhuma ansiedade ou tremedeira.

Diversos estudos demonstram que a combinação de L-teanina e de cafeína (em doses que podem ser obtida com uma ou duas xícaras de Matchá) aumenta a performance mental. Esse combo tem "benefícios claros na capacidade de foco, memória e habilidade de ignorar distrações". Um estudo demonstrou que voluntários que haviam consumido chá verde tiveram melhor desempenho em testes que exigiam a memória operativa, quando comparado com colegas que não haviam ingerido o chá.

Considerando tudo isso, estou certo de que o Matchá é uma bebida perfeita para estudantes e todos aqueles com uma alta demanda mental. Se quiser descobrir outros segredos para turbinar sua capacidade de concentração e memória, conheça clicando aqui o meu e-book Turbine Seu Cérebro.


6) Tem efeito termogênico

Um dos efeitos famosos do chá verde é o do emagrecimento. Será mesmo verdade? De acordo com a ciência, não há dúvidas de que de fato o chá verde emagrece. Mas isso, é claro, quando ele é usado como aliado de uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos. Mas por que o chá verde emagrece?

As catequinas do chá verde impedem a quebra de noradrenalina - um "hormônio" queimador de gordura - no corpo.  Por ajudar a aumentar a quantidade de noradrenalina no sangue, o chá verde contribui com a quebra de gordura nos adipócitos (os nossos "estoques" de gordura). 

Um estudo demonstrou que, comparado a quem usou apenas cafeína ou um placebo, voluntários que haviam consumido o chá verde tiveram um gasto energético maior num período de 24 horas. Esses voluntários também tinham maiores níveis de norepinefrina na urina. Isso significa que estavam excretando esse hormônio na forma livre - ou seja, a degradação da norepinefrina estava sendo inibida pelo chá verde.


7) Fortalece o sistema imunológico

O chá verde ajuda o nosso sistema imunológico a lidar com células danificadas - como células tumorais.  O chá verde tem vários efeitos anticancerígenos - muito em parte graças às suas poderosas catequinas. Quando um tumor se desenvolve no corpo, ele passa a secretar proteínas que estimulam a formação de novos capilares sanguíneos. 

Isso é necessário para o aporte de oxigênio e nutrientes às células em multiplicação desse tumor. O chá verde é capaz de impedir esse processo, por bloquear a produção dessas proteínas em células tumorais. Isso impede que o tumor cresça. Além disso, o chá verde tem outro efeito interessante: torna as células tumorais mais suscetíveis à apoptose - que é o suicídio celular - ao mesmo tempo em que estimula o crescimento de células saudáveis.

Medicinal benefits of green tea: part II. review of anticancer properties.

Contraindicações
O chá verde deve ser evitado por pacientes com hipotireoidismo, anemia ferropriva e pessoas extremamente sensíveis à cafeína.

Nenhum comentário:

Postar um comentário