sexta-feira, 2 de junho de 2017

Sunifiram: conheça a droga da supermemória


A Darpa, agência de pesquisa ligada ao Exército dos EUA, investiga uma classe de drogas para aumentar a capacidade intelectual dos militares: as ampaquinas. Os estudos em animais dessas substâncias sugerem que elas são capazes de aumentar o foco, alerta e principalmente a capacidade de memorizar. São drogas da supermemória. Uma delas é o sunifiram.

O sunifiram é mais jovem que eu: ele foi sintetizado nos idos dos anos 2000 (de repente, me sinto idoso). Foi desenvolvido a partir do piracetam - outro nootrópico (para quem não sabe, nootrópico é uma substância capaz de proteger o cérebro e aprimorar a cognição). A propósito, já contei aqui no blog a minha experiência com esse medicamento capaz de melhorar a fluidez verbal e clareza mental.

Efeito anti-amnésico


Num estudo feito lá em 2002, cientistas deram drogas "anti-nootrópicas" para ratos [1]. Os animais receberam medicamentos que, comprovadamente, prejudicam a capacidade de aprender: escopolamina e pentobarbital. Na sequência, os animais foram submetidos a testes de memória. Por exemplo, em um deles, levavam um choque ao entrar em um ambiente escuro. Deveriam aprender a associar a falta de luz com a dor.

Quando os bichinhos usavam as drogas amnésicas, não conseguiam recordar que entrar num ambiente mal iluminado significava levar um choque. Mas bastava usar o sunifiram antes das sessões de aprendizado que, voilá

Quando testados novamente, eles faziam a associação perfeitamente. Ou seja: haviam adquirido aquela memória e retido-a em seu cérebro. O mesmo efeito anti-amnésico (e neuroprotetor) aconteceu com os roedores que haviam recebido piracetam e aniracetam. Mas as doses dessas drogas eram até mil vezes maiores que as do sunifiram. Ou seja: ele era muito mais potente.

Relatos

Sem dúvidas, o sunifiram é um excelente agente anti-amnésico em animais. Mas e o que dizer de sua capacidade de sua atividade como melhorador cognitivo em humanos? Infelizmente, não há pesquisas científicas em Homo sapiens por agora.

Só resta o seguinte: 1) o nosso entendimento científico de como o sunifiram modifica a bioquímica cerebral. O que já foi elucidado da farmacodinâmica desse composto sustenta a ideia de que o sunifiram pode aumentar a inteligência. 2) Os relatos anedóticos.

Esses são interessantes. A comunidade biohacker abraçou o sunifiram e se usou como cobaia. A maioria das histórias estão em inglês. Numa tradução grosseira, compartilho com vocês o que quem já usou o sunifiram relata. Veja o que diz esse usuário do Reddit:
Usei aproximadamente 5 mg (de sunifiram) e coloquei debaixo da língua (...). Levou cerca de 10 a 15 minutos para fazer efeito. Senti uma leve mudança na percepção e na atenção. Eu tive aquela sensação de estar "otimizado", mas com um efeito mais estimulante. Enquanto o Noopept parece ter um efeito gradual, o sunifiram parece ter seu efeito de modo mais imediato. 
Eu conseguia desviar a atenção entre a TV e uma conversa com a minha noiva, e eu sentia que eu era totalmente capaz de mudar a direção do meu raciocínio e me atentar para aquilo que eu estava focando com concentração total. Houve uma leve sensação de euforia também. 
Parecia que o sunifiram tinha acessado algum interruptor escondido em meu cérebro, ligado-o e dado e estimulado minha mente para processos cognitivos.

Esse usuário relata que, com a dosagem sublingual, há uma rapidez no desaparecimento dos efeitos: são melhores nas duas primeiras horas e, após 3 ou 4 horas, desaparecem. Também no Reddit, outro usuário descreve, após o uso de 10 mg de sunifiram sublingual:
(No terceiro dia), eu era capaz de focar em qualquer coisa que eu quisesse e as ideias fluíam com facilidade. Eu tinha procrastinado para terminar um artigo por dias, mas dessa vez eu o terminei em menos de uma hora (...). Não é uma sensação de energia intensa, nem um efeito sedativo. Eu só tenho uma sensação de clareza que eu não sentia antes.
Por fim, outro relato, no LongeCity:
Usei 5 miligramas via sublingual antes de ir para minha aula de Cálculo (...). Eu senti os efeitos inicias após 10 minutos da administração. Eu ainda estava andando em direção à sala de aula quando comecei a sentir um aumento do humor.  Parecia uma dose baixa de anfetamina, mas sem a euforia. E então as cores se tornaram mais intensas.
Era um dia nublado, mas eu sentia que o mundo estava, de alguma forma, mais brilhante. Durante as aulas, eu geralmente tenho dificuldades em seguir o ritmo do professor. Mas dessa vez eu sentia que o professor estava indo devagar demais. Eu sentia que eu entendia o que ele dizia assim que ele me dava algum conceito. 
A essa altura, eu tinha certeza de que não se tratava de um efeito placebo, definitivamente. Se vocês já tiveram Cálculo, você sabe do que eu estou falando: placebo não ajuda. O efeito durou pouco mais de 3 horas e então voltei ao normal (...). Não dura tanto quanto os outros racetams, mas é muito mais forte. Mais mentalmente estimulante (não é, porém, um estimulante físico) e claridade mental muito melhor.
Ah, curiosamente, alguns relatam que o sunifiram aumenta a libido!

Mecanismo de ação


O sunifiram atua estimulando algumas vias neuronais importantes para a memória e o aprendizado. Primeiro, o sunifiram aumenta a liberação de acetilcolina no cérebro [2]. A acetilcolina é um mensageiro químico que desempenha importante papel na memória de longo-prazo, aprendizado, atenção e vigília. Exemplo disso é que pacientes com Alzheimer possuem altos níveis de acetilcolinesterase - uma enzima que destrói a acetilcolina.

Mas outra via que o sunifiram estimula - e essa é ainda mais interessante - é a de ajudar a fortalecer as sinapses, devido ao seu efeito ampaquinérgico. Vamos com calma. Vale aqui lembrar de uma máxima em Neurociências: Neurons that fire together, wire together (algo como: neurônios que disparam juntos se conectam). 

Venha entender um pouco seu cérebro: os nossos neurônios se comunicam por meio de sinapses: um libera um neurotransmissor, o próximo o absorve. Quando as mesmas células do seu cérebro conversam frequentemente, essas conexões vão ficando cada vez mais fortes. 

Se você reativa repetidamente o mesmo circuito neuronal - por exemplo, ao revisar um assunto - o bate-papo neuronal ocorre de novo e aquela rede de informações vai ficando cada vez mais consolidada. Resgatar aquela informação, mais tarde, passa a ser algo rápido, quase que automático. 

Por outro lado, vamos supor que você tenha acabado de aprender de contar de 1 a 10 em finlandês. Neurônios se conectam. Mas, sem repetição, essa conexão é frágil e você tem que se esforçar muito para trazer aqueles números à memória. 

E onde o sunifiram entra na história? Pesquisas apontam que ele aumenta o tom de voz dos neurônios. Pense como se seus neurônios passassem a gritar um para o outro quando você é exposto a novas informações, sob efeito do sunifiram. As conexões serão, naturalmente, mais fortes - e a memória pode permanecer por mais tempo e ser mais facilmente acessada.

O sunifiram facilita, no hipocampo, um dos centros da memória no cérebro, a ocorrência do LTP (potenciação de longa duração), definida como "melhoria duradoura na transmissão do sinal entre dois neurônios". É a LTP o principal mecanismo de fortalecimento sináptico e, por conseguinte, de formação de memórias de longo-prazo e da consolidação de aprendizados.

A forma como o sunifiram faz isso é por meio de uma facilitação das transmissões pelo receptor do neurotransmissor glutamato, AMPA. Ampaquinas - drogas da "supermemória" e capazes de aumentar o limiar de atenção - tem sido alvo de intensa investigação militar. A ativação do receptor AMPA pelo glutamato promove a LTP - ou seja, o fortalecimento sináptico - no hipocampo. Esse efeito foi demonstrado já em animais [3].

Efeitos colaterais
O sunifiram não foi estudado em humanos. Pelos relatos anedóticos, a potência da droga é uma faca de dois gumes. Por um lado, se obtém efeito com doses baixas de sunifiram (5 mg - 10 mg). Por outro, há risco de superdosagem, especialmente nas apresentações de sunifiram em pó. A superdosagem tem sido associada com mania, insônia e dores de cabeça.

Como encontrar
No Brasil, é vendido pela loja virtual Nootrópicos Brasil (clique), que possui a apresentação em cápsulas - o que facilita a dosagem. Consulte um médico para que ele avalie, permita e oriente o uso. Não automedique-se.

11 comentários:

  1. Matheus vc ja usou ESSE.? ACHA que dá pra importar tranquilo por Esse site?

    ResponderExcluir
  2. Talvez porque ele seja o dono,

    acho muito estranho a propaganda deste. Acompanho o blog antigamente o matheus sempre evitou em falar onde compra, no máximo preferia falar que apenas 'importava' mas nunca mencionou qualquer site, vendedor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal se for dele pq pelo menos tem aonde comprar... Pq não se acha por aqui...preciso ir lá no Paraguai pra achar alguma coisa.
      Parabéns Matheus
      Só gostaria de saber se é confiável esse site...

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Já li que a superexitação dos neuronios ao glutamato emburrece. Não é à toa que tem blog de saúde criminalizando o glutamato monossódico. será que esse, em específico, não seria uma cilada?

    ResponderExcluir
  5. Arcalion + Fisioton tem sinergia? E esses dois + piracetam? Alguém sabe dizer?

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Matheus, qual seria o melhor nootropico para quem quer manter o foco no estudo com maior concentração e principalmente aumento da memória de longo e curto prazo? Estou com foco em concurso.

    ResponderExcluir
  8. O Matheus muito provavelmente tem parceria nessa Nootrópicos Brasil. Seria bom ele fornecer também a lista dos melhores e mais confiáveis fornecedores do exterior, assim não perde credibilidade induzindo o público a comprar estritamente desse site br.
    Em tempo: Eu comprei Noopept da Nootrópicos Brasil (60 caps de 10mg). Recebi em casa após 8 dias um envelope escrito a mão e dentro continha um sachê com as cápsulas. Percebe-se que é tudo bem informal e muito provavelmente nem empresa registrada tampouco controle de qualidade há. Quem for comprar dessa loja virtual sugiro abrir o olho. Fica a dica.
    Relativo ao blog do Matheus: muito bom e completo! Muita informação de alta qualidade. Apenas sugiro que não direcione os leitores a comprarem nootropicos de loja determinada onde, supunha-se, seja parceiro. Se for assim seria bom indicar lojas estrangeiras também. Fica meu relato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o André Kler.
      Cuidado ao comprar da Nootropicos Brasil. Acho que não tem controle de qualidade nem empresa registrada.
      Eu importo da NEW STAR NOOTROPICS e da NOOTROPICS DEPOT.
      Seria legal um post falando sobre lojas confiáveis.
      Os leitores também poderiam postar suas experiências de compra em lojas do exterior (melhores lojas e melhores nootrópicos). Abraço a todos.

      Excluir