quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Os benefícios do Panax ginseng

Conheça o ginseng HRG80 - versão sofisticada da raiz milenar, usada para aumentar a energia e vitalidade

"Eu nunca me senti tão bem e energizado, em muitos anos. A 'sensação' de energia e foco veio a mim desde o primeiro dia (...). A produtividade e atenção no trabalho têm aumentado intensamente desde então, e eu também durmo melhor". "Eu me sinto muito energizado após usá-lo. É como beber uma xícara de café, para mim".

Os relatos acima, publicados na Amazon, são de usuários entusiasmados com cápsulas de HRG80 - um produto inovador à base de ginseng, da empresa belga Botalys. Nas propagandas, o HRG80 é promovido como uma preparação especial de ginseng, por ser superior e ultraconcentrada em ingredientes ativos "para ajudar você a se sentir energizado o dia todo, todos os dias" (sic).

Eu conversei com Pierre-Antoine Mariage, co-CEO da Botalys e Nicolas Houyoux, diretor de marketing da empresa (a entrevista completa está ao final desta publicação). Eles reforçam as qualidades do ginseng: relatam que, em testes de consumo, usuários do HRG80 relatam sentir mais foco e energia - ao ponto de cortarem seu consumo diário de café. "O ginseng HRG80 definitivamente dá aquela sensação de 'um dia bom e produtivo' se você usá-lo pela manhã", dizem.

Embora o HRG80 tenha sido batizado só em 2018, o uso de raízes de ginseng - de nome científico Panax ginseng - para sentir mais energia e vitalidade não é novidade entre os orientais. Escrituras chinesas milenares já descreviam que o ginseng serve para "manter a mente animada", "melhorar a cognição e inteligência" ou para "encher de vigor o corpo enfraquecido".

"O ginseng é considerado como o rei dos adaptógenos, que são plantas que aumentam a resiliência contra várias fontes de estresse", explicam Mariage e Houyoux. Por conta dessa reputação, o ginseng saiu somente da Ásia e encontrou terreno fértil no Ocidente. Ao lado do HRG80, existem outras dezenas de formulações comerciais à base de ginseng, que vendem-se como remédio para uma vida atarefada, exaustiva e que coloca muitos em parafuso. 

As prateleiras das farmácias brasileiras estão repletas de produtos de ginseng, frequentemente combinado a vitaminas. Algumas bulas dizem que o ginseng serve para "recuperação em casos de fadiga física e mental (como, por exemplo, sensação de desgaste, irritabilidade, dificuldade de concentração)".

Crivo da ciência: ginseng funciona?

Porém, será que, de fato, o ginseng tem bala na agulha? Uma revisão de literatura da Cochrane apontou que o ginseng promove "melhoras de alguns aspectos da função cognitiva, comportamento e qualidade de vida", mas lembrou que ainda faltam evidências contundentes sobre isso.

Já um ensaio clínico mais recente, financiado pela Botalys, investigou especificamente a eficácia das cápsulas de HRG80 para combater sintomas de fadiga e estresse em trabalhadores sobrecarregados. A pesquisa concluiu que a preparação de ginseng beneficiou a "atenção, memória e percepção de estresse após administração única e repetidas por 5 a 12 dias", de modo superior ao placebo.

Gatos e lebres: o que torna o ginseng HRG80 especial

Na imagem, produto comercial vendido no exterior que tem o ginseng HRG80 como seu ingrediente

As conclusões sobre eficácia do ginseng podem ser diferentes entre os estudos - porque nem todo ginseng é igual. As formulações disponíveis na farmácia da sua esquina podem ter variações imensas entre si em termos de perfil molecular, concentração de princípios ativos e, portanto, em efeitos ou resultados.

O ginseng "original", que cresce nas regiões silvestres da China, Coreia e Sibéria está praticamente extinto. A variedade que compramos hoje é de ginseng cultivado em campo - e sua qualidade e potência finais dependem da qualidade do solo, tempo de colheita (quanto mais antiga a raiz, maior sua potência), ataques de pestes, uso de defensivos agrícolas, etc.

É aí que entra o ineditismo do ginseng HRG80, que se vale da hidroponia - técnica em que o solo é substituído por uma solução nutritiva. O HRG80 é cultivado em condições ótimas - num ambiente estéril, protegido, sem uso de agrotóxicos, com controle de temperatura, umidade e luz. Tudo para atingir potência e qualidade similar à do ginseng obtido na natureza.

Técnica de hidroponia: imagem ilustrativa

Esse ginseng ainda é processado com cozimento ao vapor - transformando-o no "ginseng vermelho". O resultado é o HRG80 - segundo pesquisa, com maior concentração e espectro de compostos bioativos, como ginsenosídeos e polissacarídeos de ginseng. Tal coquetel molecular garantiria uma preparação com efeitos mais pronunciados na disposição física e mental.

"Somos capazes de recriar as condições silvestres ideais (...). Nossa variedade de ginseng coreano (Panax ginseng) é chamada de HRG80 e nós a cultivamos em condições específicas a fim de obter um pó de raiz de ginseng rico em constituintes ativos e com um perfil molecular otimizado para propriedades terapêuticas", explicam os membros da Botalys.

É importante enfatizar que o consumo de qualquer preparação de ginseng deve ser orientada por um profissional de saúde - uma vez que ele pode ser contraindicado em algumas situações (por exemplo, para diabéticos) ou interagir com medicamentos eventualmente em uso (por exemplo, antidepressivos).

Entrevista sobre o ginseng HRG80

Confira abaixo a entrevista com Pierre-Antoine Mariage, co-CEO da Botalys e Nicolas Houyoux, diretor de marketing da empresa, sobre o ginseng HRG80. Não há qualquer parceria comercial entre este blog e a Botalys. Também não promovo o HRG80 ou qualquer preparação de ginseng - o objetivo deste artigo é meramente informativo.

O uso do ginseng remonta há muito tempo. Você poderia descrever o seu uso tradicional em países asiáticos? E para que fins as pessoas usam o ginseng na Europa?

Ilustração de raiz de ginseng na China. Johan Niehouf. Via Wikimedia Commons

O ginseng tem sido louvado como uma importante planta medicinal na cultura asiática por milênios. Inicialmente, era considerado um privilégio da nobreza consumi-lo e ele se situa [historicamente] até na origem da fronteira entre China e Coreia. Enquanto originalmente foi considerada uma planta para a longevidade, as autoridades asiáticas hoje reconhecem muitas outras aplicações de saúde específicas, desde saúde cognitiva até sintomas de menopausa.

Surpreendentemente, o potencial do ginseng para a saúde é pouco explorado na Europa. Grande parte dos produtos formulados com ginseng na União Europeia são para fins de energia e/ou para auxiliar no sistema imunológico. Contudo, uma vez que produtos nootrópicos estão tornando-se cada vez mais populares, está crescendo o interesse sobre outras propriedades do ginseng, como foco, ajudar na memória, etc.

Você investigou a eficácia de uma preparação moderna de ginseng (HRG80). Primeiramente, você pode explicar o que é o ginseng HRG80? Como ele é obtido?

Pierre-Antoine Mariage e Paul-Evence Coppée, fundadores da Botalys. Foto via Vives

A potência dos extratos botânicos depende do perfil molecular da planta. O perfil molecular é baseado na variedade da planta e no ambiente de crescimento (acesso à água e a nutrientes, luminosidade, controle de umidade, ataque de pragas, etc.). Numa abordagem clássica, grande parte das variedades [das plantas] são selecionadas pela produtividade e não por suas propriedades medicinais, e as condições de crescimento são diferentes de lugar para lugar e de colheita para colheita.

A BOTALYS decidiu cuidar dessas questões utilizando uma abordagem única. Através da horta vertical em interiores, somos capazes de recriar as condições silvestres ideais para a produção de perfis moleculares otimizados. Além disso, nós desenvolvemos nossas próprias variedades [de plantas] tendo em mente os benefícios à saúde, para de fato obter o melhor fitoterápico.

Nossa variedade de ginseng coreano (Panax ginseng) é chamada de HRG80 e nós a cultivamos em condições específicas a fim de obter um pó de raiz de ginseng rico em constituintes ativos e com um perfil molecular otimizado para propriedades terapêuticas. Como ele é naturalmente rico [em princípios ativos], não precisamos realizar nenhuma extração e apenas cozinhamos o ginseng através de um processo inspirado na tradição coreana (o ginseng vermelho é [obtido através do] ginseng branco cozinhado ao vapor para atingir formas mais biodisponíveis de ginsenosídeos).

Como o ginseng HRG80 se diferencia do ginseng branco típico? Quais são as vantagens da preparação de ginseng HRG80 sobre as preparações tradicionais?

Ginseng vermelho, pó fino obtido após secagem e moagem das raízes cozidas a vapor. Foto via Vives

O ginseng da BOTALYS tem essencialmente 3 principais vantagens:

  • Pureza absoluta: uma vez que nosso ginseng cresce num ambiente interno ultra-purificado, não contém qualquer traço de contaminação, sejam pesticidas, metais pesados ou mesmo solventes (uma vez que nenhuma extração é necessária para obter nosso elevado conteúdo de princípios ativos).
  • Naturalmente rico em ginsenosídeos bioativos: nossa raiz de ginseng é naturalmente rica em ginsenosídeos (> 10%) sem, ser necessário qualquer processo de extração. Levaria mais de 20 anos para obter esse nível na natureza [isto é, em ambiente selvagem]. Para fins de comparação, o ginseng clássico no mercado nutracêutico tem cerca de 3 anos e o ginseng premium tem cerca de 7 anos (quanto mais antigo, mais rico em princípios bioativos).
  • Perfil molecular estável com comprovados benefícios à saúde: nosso ginseng não somente é rico em ginsenosídeos, como também possui tipos de ginsenosídeos bem específicos, uma vez que mais de 80% deles são formas bioativas de ginsenosídeos. De fato, os ginsenosídeos “clássicos” são precursores de formas bioativas de ginsenosídeos e uma fração deles são então convertidas no intestino para tornarem-se biodisponíveis. Formas bioativas são geralmente raras (também chamadas de “ginsenosídeos raros”). Esse perfil único do ginseng oferece uma melhor bioatividade e é consistente de uma colheita para outra, o que leva a benefícios [também] consistentes.

Você descreve que “os participantes desse estudo eram indivíduos ocupados com serviço social – teleoperadores, engenheiros e pessoal de Tecnologia da Informação, que estão constantemente sobrecarregados com tarefas cognitivas e expostos ao estresse social”. Por que estudar o ginseng nesse público em específico?

Ginseng (Panax ginseng) é considerado como o rei dos adaptógenos. Adaptógenos são plantas que aumentam a resiliência contra várias fontes de estresse. 

O principal objetivo do nosso primeiro ensaio clínico foi demonstrar que o ginseng é realmente um poderoso adaptógeno a partir de uma perspectiva clínica. Para esse projeto, trabalhamos com Alexander Panossian, um célebre especialista em plantas adaptógenas, e ele sugeriu testar o produto sob condições de trabalho muito estressantes. Sob essas condições de trabalho, um efeito placebo não é suficiente e você precisa de uma real atividade adaptógena para obter um efeito clinicamente significativo. Por isso, essa foi a "população" analisada.

Quais são os principais resultados do seu estudo? Quais conclusões podem ser tiradas sobre a eficácia do ginseng HRG80, baseado em seus resultados?

Produto HRG80. Foto via Vives.

Há três conclusões que podemos tirar do estudo:

  • HRG80 aumenta significativamente a capacidade de foco sob condições de sobrecarga de trabalho após uma única dose.
  • HRG80 diminui significativamente o estresse percebido sob condições de sobrecarga de trabalho após apenas 5 dias.
  • HRG80 aumenta a performance mnésica (memória) significativamente após 12 dias

Em 2010, uma revisão Cochrane concluiu que “há uma falta de evidências contundentes que mostrem um efeito melhorador da cognição do Panax ginseng em pessoas saudáveis e nenhuma evidência de alta qualidade sobre sua eficácia em pacientes com demência”, principalmente por conta da heterogeneidade dos produtos investigados. Você poderia, por favor, comentar essa conclusão? Por que estudos sobre o ginseng muitas vezes possuem resultados conflitantes?

Como árduos defensores da fitoterapia baseada na ciência, só podemos concordar com a Cochrane nesse quesito. A ampla heterogeneidade das preparações de ginseng e a qualidade bem frequentemente medíocre só pode levar à resultados clínicos conflitantes. Se um estudo utiliza um produto com amplo espectro (ou seja, sem extração de moléculas específicas), pode se beneficiar de todos os constituintes ativos, mas o perfil molecular varia a cada colheita (consequentemente, a eficácia produto varia de um lote para outro). 

Se o estudo utiliza um extrato, a riqueza de princípios ativos é estável, mas o perfil molecular pode ainda assim variar. Além disso, você perde alguns dos princípios ativos (por exemplo, se você purificar ginsenosídeos, você perde a maior parte de polissacarídeos do ginseng, chamados de ginsans).


Isso está na essência da nossa abordagem, uma vez que oferecemos uma planta pura, potente e de amplo espectro, com um perfil molecular consistente. Sempre usamos a mesma variedade de ginseng, desenvolvida sob as mesmas exatas condições, levando a um perfil molecular padronizado e ideal, e portanto a benefícios consistentes à saúde.

Como é usar o ginseng HRG80, subjetivamente? O que as pessoas relatam?

Executamos um teste de utilização com 160 usuários para comparar as diferenças nos efeitos percebidos. Interessantemente, consumidores não apenas relataram um aumento significativo de energia (comparado ao grupo placebo), mas também um sono melhor e uma redução no consumo de café. Então, o consumo de HRG80 definitivamente dá a sensação de “um dia bom e produtivo” se você usá-lo pela manhã.

Você declarou um conflito de interesse, uma vez que você é co-CEO na Botalys SA. Isso deveria despertar algum ceticismo acerca do estudo?

Na verdadeira Ciência, transparência é chave. Mesmo que nosso estudo tenha sido executado por terceiros, demos suporte financeiro aos experimentos e, portanto, nos sentimos na obrigação de mencionar isso na publicação final. Desejamos definir um novo padrão não apenas em termos da qualidade dos produtos, mas também em termos de ética, para um melhor futuro nutracêutico.

O ginseng HRG80 é exportado para outros países?

América do Norte e Ásia são atualmente nossos principais mercados.

_________________________________________________________

Descubra mais: como melhorar o desempenho do seu cérebro

Confira aqui a segunda edição do meu livro, "Turbine Seu Cérebro". Nele, você descobrirá: 

  • Tudo sobre nootrópicos - substâncias que prometem aumentar a capacidade de concentração, melhorar a memória, humor e raciocínio. Eu coletei relatos de uso e também pesquisei o veredito da ciência sobre a eficácia e segurança de dezenas desses compostos.
  • Estratégias de estilo de vida, como a melhora da qualidade de sono, para melhorar seu desempenho mental.
  • Como os alimentos podem impactar a sua performance cognitiva e seu humor.
  • Tudo isso numa linguagem agradável e acessível e em uma obra impecavelmente ilustrada.

Clique aqui para saber mais!

3 comentários: